Rubberpedia - portal da indústria da borracha

Portal da Indústria da Borracha

all about rubber!

  rubberpedia
  POLÍMEROS / ELASTÓMEROS /
  BORRACHAS
    Introdução
    Borracha Natural (NR)
    Borracha de Poliisopreno (IR)
    Borracha de Butadieno Estireno (SBR)
    Borracha de Policloropreno (CR)
    Borracha de Polibutadieno (BR)
    Borracha de Isobutileno Isopreno (IIR), de Clorobutil (CIIR) e de Bromobutil (BIIR)
    Borracha de Acrilonitrilo Butadieno (NBR)
    Borracha de Etileno-Propileno-Dieno (EPDM)
    Borracha de Silicone (Q)
    Borracha de Poliuretano (AU e EU)
    Borracha Fluorada (FPM, FKM)
    Borracha de Etileno Acrilato (AEM)
    Borracha de Poliacrilato (ACM)
    Borracha de Acrilonitrilo Butadieno Hidrogenado (HNBR)
  NEGRO DE CARBONO
  CARGAS BRANCAS
  ANTIOXIDANTES / ANTIOZONANTES
  AUXILIARES DE PROCESSAMENTO
  VULCANIZAÇÃO
    Introdução
    Vulcanização com Enxofre
    Vulcanização sem Enxofre
  NORMAS PARA BORRACHA
  UNIDADES, múltiplos, submúltiplos e Factores de Conversão
  QUALIDADE NA INDÚSTRIA DE BORRACHA. ESBOÇO DE UM SISTEMA DE CONTROLO DE QUALIDADE
  COMO FORMULAR BORRACHA? ALGUMAS INDICAÇÕES SOBRE AS ETAPAS A SEGUIR


bsi_logo.jpglogo_astm.jpglogo_iso.jpgtopo_05.jpg

Normas para Borracha

Normas para Borracha

Manuel Morato Gomes (Rubberpedia, portal da indústra da borracha)

::: Por Manuel Morato Gomes


Sobre Normas para Borracha

Apresentamos uma equivalência directa ou aproximada, entre algumas Normas para Borracha, tais como Normas ISO (International Organization for Standards), Normas ASTM, (ASTM International, anteriormente conhecida como American Society for Testing and Materials), Normas DIN (Deutsches Institut fur Normung E.V.), Normas BS (British Standards Institution), Normas JIS K (JSA - Japanese Standards Association), Normas ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e Normas NP(Instituto Português da Qualidade) - Comissão Técnica 76), que consideramos relevantes para a indústria de borracha.

No caso das Normas Brasileiras, ABNT, a referência da norma é constituída normalmente por dois códigos, código principal/código secundário, podendo, no entanto, a pesquisa no sítio da Associação Brasileira de Normas Técnicas ser feito sómente através do código secundário.


ALGUMAS NORMAS GERAIS PARA BORRACHA


Campo de Aplicação

ISO

ASTM D

DIN

BS

JIS K

ABNT

NP

Borracha - Vocabulário

1382

1566

DIN ISO 1382

3558-1, 3558-2

 

 

NP ISO 1382

Borracha e latex - Nomenclatura

1629

1418

DIN ISO 1629

3502/3

 

 

 

Determinação da Viscosidade Mooney

289-1

1646

53523-3

903-A58

6300-1

NBR ISO 289

NP ISO 289-1, NP ISO 289-2

Características da vulcanização - Reométro de disco oscilante

3417

2084

53529-1

903-A60

 

 

NP ISO 3417

Características da vulcanização - “Rotorless Curemeters”

6502

5289

53529-1

 

 

 

NP ISO 6502

Unidades

80000-1

 

DIN EN ISO 80000-1

 

 

 

 



ALGUMAS NORMAS PARA BORRACHA VULCANIZADA


Campo de Aplicação

ISO

ASTM D

DIN

BS

JIS K

ABNT

NP

Tolerâncias dimensionais para produtos moldados e extrudidos

3302-1, 3302-2

 

DIN ISO 3302-1, DIN ISO 3302-2

 

 

 

NP ISO 3302

Preparação de provetes para testes

4661-2

3182, 3183, 6085

53534

903-A36

 

 

NP ISO 2393

Determinação da densidade

2781

1817

53479

 

6268

 

NP ISO 2781

Determinação da dureza IRHD

48

1415

53519-1, 53519-2

 

6253-1, 6253-2, 6253-3

 

NP ISO 48

Determinação da dureza Shore A e Shore D

868

2240

53505

 

 

NBR 7318

2916, 2917, 2918

Determinação do efeito dos líquidos

1817

471

53521

 

6258

NBR 11407/MB 408

NP ISO 1817

Determinação da resistência à tracção

37

412

53504

 

6251

 

NP ISO 37

Determinação da resistência ao rasgamento

34-1, 34-2

624

53507, 53515

 

6252-1, 6252-2

 

NP ISO 34

Envelhecimento acelerado em estufa

188

572, 573

53508

 

6257

 

 

Determinação da deformação permanente por compressão

815-1, 815-2

395

DIN ISO 815, 53517

903-A6

6262

 

NP ISO 815-1

Determinação da tensão de relaxamento em compressão

3384-1, 3384-2

 

53537

903-A42

6263

 

NP ISO 3384

Determinação da deformação permanente por tensão

2285

412

53518

903-A5, 903-A51

6251

 

NP ISO 2285

Determinação da resiliência com o pendulo (resiliência de ressalto)

4662

 

53512

903-A8

6255

 

NP ISO 4662

Determinação da temperatura de fragilidade

812

2137

DIN ISO 812

903-A25

 

 

NP ISO 812

Retracção a baixas temperaturas (ensaio TR)

2921

1329

 

903-A29

 

 

NP 2921

Determinação da resistência ao “gretamento por flexão” e do “desenvolvimento da greta”(De Mattia)

132

430, 813

53522

903-A10, 903-A11

6260

 

 

Determinação da resistência à abrasão

4649

 

53516

903-A9

6264-1, 6264-2

 

NP ISO 4649

Determinação da resistência ao ozono

1431-1

1149, 1171

53509-1, 53509-2

903-A43, 903-A44

6259-1, 6259-2

NBR 8360

 

Determinação da resistividade de produtos condutores e antiestáticos

1853

991

 

2044

6271-1, 6271-2

 

NP ISO 1853, NP ISO 2878

Determinação da permeabilidade ao gás

2782-1

 

53536

903-A17, 903-A30

 

 

 

Determinação do comportamento a baixa temperatura

812, 1432

746, 1053, 2137

 

903-A13, 903-A25

 

 

 

Manchamento de superfícies por elastómeros

3865

925

53540

903-A33

6267, 6267-1

 

NP ISO 3865

Determinação das cinzas

247

4574

53568-1, 53568-2

1673

 

 

NP ISO 247

Determinação das propriedades dinâmicas da borracha

4664-1

5992

53513, 53535

903-A24,903-A31

6394

 

 




LINKS ÚTEIS

» IHS Standards Store
» Japanese Standards Association
» International Organization for Standards
» ASTM International
» British Standards- BSI Group
» Instituto Português da Qualidade
» Associação Brasileira de Normas Técnicas


:::


» Regressar ao topo da página